Paris, ah, Paris

A cidade luz estava especialmente iluminada na minha segunda visita: até 22:30 ainda era possível ver alguns raios de sol no céu. A expectativa era grande e Paris não me decepcionou, continua enorme e cheia de turistas mas com um charme único. Consegui em apenas três dias visitar alguns pontos turísticos que já conhecia, como a Torre Eiffel e o Arco do Triunfo, e também ver coisas novas.

Foco na torre!

Acompanhada por quatro italianos e uma polonesa, sábado foi o dia de explorar a região de Montmartre. Minhas panturrilhas nunca mais serão as mesmas, já que o bairro é cheio de subidas, descidas e escadarias. Recomendo muito a área ao redor da basílica de Sacré Coeur pra fazer compras: é cheia de lojas locais, algumas voltadas pra turistas e outras não, e também é possível encontrar vários brechós. É uma zona bem artística, então quem procura livros, esculturas e pinturas vai achar bem fácil.

No domingo fui com uma amiga a uma loja famosa, a Merci. Infelizmente demos com o nariz na porta, afinal aqui na França quase nada funciona aos domingos. Por sorte sobrou tempo pra passar lá na segunda-feira no horário de almoço. É uma loja de produtos de design (roupas, livros, coisas para a casa) + café + restaurante. Um lugar super cool e meio ponto turístico dos jovens antenados (eu não gosto dessa palavra, mas não consigo pensar em outra pra usar nesse caso).

Oui, merci!

Fora isso, também fizemos o clássico caminho das marcas de luxo: Rue St. Honoré. Lá também fica a Colette, que é uma loja muito bacana mais ou menos no estilo da Merci, com produtos de vários tipos para quem gosta de arte, moda, design e afins. Também recomendo uma passadinha por lá. Ainda nos arredores da Rue St. Honoré, fui até a Place Vendôme e deu pra ir até a porta do showroom da Comme des Garçons dar uma espiadinha.

Outro momento muito legal da curta estadia em Paris foi a exposição Paris Haute Couture no Hôtel de Ville*. Infelizmente a exposição já acabou, mas esse espaço cultural sempre tem exibições com o tema moda. Vale a pena conferir o que vai rolar em breve.


Au revoir, Louvre!

* Hôtel de Ville, em francês, é prefeitura. Taí uma coisa que não faz muito sentido.

Anúncios

2 comentários sobre “Paris, ah, Paris

  1. Ai que inveja (no bom sentido), quero muito visitar Paris, toda a França na verdade! Enquanto eu não posso ir, fico muito feliz lendo tuas experiências Rô!!!
    Aproveita por todos!
    🙂

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s